Mensagem para o dia das Mães



Homenagem do dia das Mães

Amor que Sacrifica 
Uma senhora que vivia tentando por muitos anos ter um filho, viu seu sonho realizado. Recebeu dos braços da enfermeira um lindo bebê. Porém, qual não foi a sua surpresa quando notou que a criança havia nascido sem orelhas. Preocupada, perguntou ao médico se o menino tinha perfeita audição. Um exame foi realizado e ficou constatado que o aparelho auditivo era normal. A mãe, conformada, levou o filho para casa. Seu amor não diminuiu pela criança, mas à medida que esta crescia observava o tratamento que outras crianças lhe davam. Com freqüência seu filho voltava para casa chorando! Isso era como uma punhalada a ferir e
magoar o coração daquela mãe. Consultou o médico, novamente perguntando se algo poderia ser feito pelo filho. O doutor revelou que se encontrassem alguém que doasse um par de orelhas, poderiam tentar um implante quando o rapaz chegasse aos 21 anos. Os anos se passaram e um dia os pais revelaram a alvissareira notícia de que tinham encontrado alguém para doar as orelhas. A operação foi realizada com grande êxito. Qual não era a satisfação e a alegria daquela mãe ao contemplar o jovem, olhando-se no espelho e dizendo: - Veja, mãe, sou agora como todos os outros rapazes. Voltava-se então, para sua mãe e lhe perguntava: - Mamãe, quem foi que me doou este par de orelhas? - Ah! Meu filho, agora não podemos revelar-lhe ma um dia irá saber. Passaram-se os anos e o jovem casou-se e teve filhos, todos normais. Certa feita, ocorreu uma das grandes tristezas deste mundo: havia perdido sua mãe. Na sala funerária, pai e filho, olham pela última vez o corpo inerte, gélido, daquela senhora tão bondosa. Depois que todos saíram, o pai diz ao filho: - Meu filho, venha comigo despedir-nos de sua mãe. Ambos se aproximaram do esquife e ali pela última vez o filho contemplou sua querida mãe. De repente, para surpresa daquele filho, o pai puxa de lado os longos cabelos negros de sua esposa e o filho observa, pela primeira vez que sua mãe não tinha mais orelhas. Esta é a grande dimensão do Amor! Oferta! Sacrifício! 

Oração Para as Mães 
Pai, tu, sendo Deus, quiseste mostrar entre nós tua face materna... Por isso criaste todas as mães! Peço-te por minha mãe, sinal concreto e visível de teu amor entre nós. Multiplicai os seus dias em nosso meio! Acompanha-a em todo riso e em toda lágrima, todo trabalho e toda prece, todo dia e toda noite! Que tua bênção cubra de luz a vida de minha mãe para que, inundada de ti, ela seja sempre mais Presença do divino em minha vida. Amém! 

Dia que Deus Criou as Mães. 
No dia em que Deus criou as mães, um anjo apareceu-lhe e disse: - Por que esta criação está lhe deixando tão inquieto Senhor? E o Senhor Deus respondeu-lhe: - Você já leu as especificações desta encomenda? Ela tem que ser totalmente lavável, mas não pode ser de plástico. Deve ter 180 partes móveis e substituíveis, funcionar à base de café e sobras de comida. Ter um colo macio que sirva de travesseiro para as crianças. Um beijo que tenha o dom de curar qualquer coisa, desde um ferimento até as dores de uma paixão, e ainda ter seis pares de mãos. O anjo balançou lentamente a cabeça e disse-lhe: - Seis pares de mãos Senhor? - Parece impossível !?! Mas o problema não é esse, falou o Senhor Deus - e os três pares de olhos que essa criatura tem que ter? O anjo, num sobressalto, perguntou-lhe: - E tem isso no modelo padrão? O Senhor Deus assentiu: - Um par de olhos para ver através de portas fechadas, para quando se perguntar o que as crianças estão fazendo lá dentro (embora ela já saiba); outro par na parte posterior da cabeça, para ver o que não deveria, mas precisa saber, e naturalmente os olhos normais, capazes de consolar uma criança em prantos, dizendo-lhe: - "Eu te compreendo e te amo! - sem dizer uma palavra. E o anjo mais uma vez comenta-lhe: - Senhor...já é hora de dormir. Amanhã é outro dia. Mas o Senhor Deus explicou-lhe: - Não posso, já está quase pronta. Já tenho um modelo que se cura sozinho quando adoece, que consegue alimentar uma família de seis pessoas com meio quilo de carne moída e consegue convencer uma criança de 9 anos a tomar banho... O anjo rodeou vagarosamente o modelo e falou: - É muito delicada Senhor! Mas o Senhor Deus disse entusiasmado: - Mas é muito resistente! Você não imagina o que esta pessoa pode fazer ou suportar! O anjo, analisando melhor a criação, observa: - Há um vazamento ali Senhor... - Não é um simples vazamento, é uma lágrima! E esta serve para expressar alegrias, tristezas, dores, solidão, orgulho e outros sentimentos. - Vós sois um gênio, Senhor! - disse o anjo entusiasmado com a criação. - Mas, disse o Senhor, isso não fui eu que coloquei. Apareceu assim... 

Ternura de Mãe ...
Mãe carinhosa, mãe dengosa Mãe amiga, mãe irmã Mãe sem ter gerado é a mãe de coração Mãe solidão, Mãe de muitos, mãe de poucos Mãe de todos nós, Mãe das mães Mãe dos filhos Mãe-pai: duas vezes mãe Mãe lutadora e companheira Mãe educadora, mãe mestra Mãe analfabeta, sábia mãe Mãe dos simples e dos pobres Mãe dos que nada têm e dos que tudo têm Mãe do silêncio, mãe comunicação Mãe dos doentes e dos sãos Mães dos que plantam e dos que colhem Mãe de quem nada fez e de quem compra feito Mãe de quem magoou e de quem perdoou Mãe rica, mãe pobre Mãe dos que já foram, mãe dos que ficaram Mãe dos guerreiros e dos guerreados Mãe que sorri, mãe que chora Mãe que abraça e afaga Mãe presente, mãe ausente Mãe do sagrado, mãe da luz Mãe de Jesus e mãe nossa. Mãe, simplesmente mãe.

Mãe, Mulher... 
Um garotinho perguntou à sua mãe: - Mamãe, por que você está chorando? E ela respondeu: - Porque sou mulher... - Mas... eu não entendo. A mãe se inclinou para ele, abraçou-se e disse: - Meu amor, você jamais irá entender! Mais tarde o menininho perguntou ao pai: - Papai, porque mamãe às vezes chora sem motivo? - Todas as mulheres sempre choram sem motivo... Era tudo o que o pai era capaz de responder... O garotinho cresceu e se tornou um homem. E, de vez em quando, fazia a si mesmo a pergunta: "por que será que as mulheres choram, sem ter motivo para isso?" Certo dia esse homem se ajoelhou e perguntou a Deus: - Senhor, diga-me... por que as mulheres choram com tanta facilidade? E Deus lhe disse: - Quando eu criei a mulher, tinha que fazer algo muito especial. Fiz seus ombros suficientemente fortes, capazes de suportar o peso do mundo inteiro... porém suficientemente suaves para confortá-lo. Dei a ela uma imensa força interior para que pudesse suportar as dores da maternidade e também o desprezo que muitas vezes provem de seus próprios filhos! Dei-lhe a fortaleza que lhe permite continuar sempre a cuidar de sua família, sem se queixar, apesar das enfermidades e do cansaço, até mesmo quando outros entregam os pontos! Dei-lhe sensibilidade para amar seus filhos, em qualquer circunstância, mesmo quando esses filhos a tenham magoado muito... Essa sensibilidade lhe permite afugentar qualquer tristeza, choro ou sentimento da criança, e compartilhar as ansiedades, dúvidas e medos da adolescência! Porém, para que possa suportar tudo isso, meu filho... eu lhe dei as lágrimas, e são exclusivamente, para usá-las quando precisar. Ao derramá-las, a mulher verte em cada lágrima um pouquinho de amor. Essas gotas de amor desvanecem no ar e salvam a humanidade! O homem respondeu com um profundo suspiro... - Agora eu compreendo o sentimento de minha mãe, de minha irmã, de minha esposa.

Retrato de Mãe... 
Uma simples mulher existe que, pela imensidão do seu amor, tem um pouco de Deus, e pela constância de sua dedicação tem um pouco de anjo; que, sendo moça, pensa como uma anciã e, sendo velha, age com todas as forças da juventude; quando ignorante, melhor que qualquer sábio desvenda os segredos da natureza, e, quando sábia, assume a simplicidade das crianças. Pobre, sabe enriquecer-se com a felicidade dos que ama e, rica, empobrecer-se para que seu coração não sangre, ferido pelos ingratos. Forte, entretanto, estremece ao choro duma criancinha, e fraca, não se altera com a bravura dos leões. Viva, não sabemos lhe dar o valor porque à sua sombra todas as dores se apagam. Morta, tudo o que somos e tudo que temos daríamos para vê-la de novo, e receber um aperto de seus braços e uma palavra de seus lábios. Não exijam de mim que diga o nome dessa mulher, se não quiserem que ensope de lágrimas este álbum: porque eu a vi passar no meu caminho. Quando crecerem seus filhos, leiam para eles esta página. Eles lhe cobrirão de beijos a fronte, e dirão que um pobre viandante, em troca de suntuosa hospedagem recebida, aqui deixou para todos o retrato de sua própria MÃE. 

Mãe, Gosto de você...
Mãe, sua bondade e ternura falam-me de Deus-amor! Mãe, você me faz sentir a vida, a beleza das cores, a harmonia, o encanto e a doçura! Mãe, hoje quero dizer-lhe um segredo muito especial: eu a adoro! Eu sei também que, de seu coração, brota sempre um gesto novo de amor e carinho! Você é capaz de esquecer o sofrimento e a dor para me ver feliz! Hoje, quero fazer por você uma prece muito bonita e sincera: Meu Deus, abençoa esta criatura tão encantadora que me deu a vida. Abençoa esta mulher, amiga, minha mãe, hoje e sempre! Mãe, você é o maior bem que eu tenho neste mundo! Olhando o céu aberto, contemplo o grande tesouro de paz, sabedoria, paciência, bondade, ternura e acolhimento que permeia o seu ser. Você me faz crer, minha mãe, que esta vida vale a pena ser vivida, quando entregue por amor! Às vezes, quando a vida começa a ficar mais difícil, pensando em você, mãe, surge uma nova esperança e meu olhar começa a brilhar. Você sempre espera de braços abertos o filho e a filha que precisam mais uma vez do seu aconchego, de sua compreensão e carinho, como se fosse a primeira vez. Mãe! Presente de Deus para minha vida! Mãe, recebe hoje meu abraço e todo o meu carinho! E, agora, gostaria que o meu agradecimento soasse mais forte do que todos os dias, porque hoje, mãe, é o seu dia!

<<Voltar              Próxima>>


Postar um comentário

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...